Maceió

Coleta seletiva atende a 22% da população maceioense

Nesse primeiro momento, são atendidos os bairros de Cruz das Almas, Pontal, Ponta Verde, Jatiúca, Mangabeiras, Benedito Bentes, Serraria, Antares e Jacarecica.

De porta em porta, os catadores de materiais recicláveis estão atendendo 22% da população de Maceió e tornando a coleta seletiva uma rotina na vida dos moradores. Atualmente, são atendidos 9 bairros o que possibilitou o aumento em 50% a renda dos catadores, através da contratação das cooperativas de catadores de materiais recicláveis feito pela Prefeitura de Maceió.

Nesse primeiro momento, são atendidos os bairros de Cruz das Almas, Pontal, Ponta Verde, Jatiúca, Mangabeiras, Benedito Bentes, Serraria, Antares e Jacarecica.

Os bairros que ainda não são atendidos com a coleta porta a porta receberão Pontos de Entrega Voluntária (PEV’s) de material reciclável. A Prefeitura já instalou sete PEV’s: na Praça do Centenário, no Farol; na Praça Genésio de Carvalho, na Gruta; na Praça da Faculdade, no Trapiche; na orla da praia de Ponta Verde; no Terminal do Graciliano Ramos; na Praça do Colégio Atheneu, no Salvador Lyra e na Praça Lucena Maranhão, em Bebedouro.

Para serem contratadas, as cooperativas tiveram que se adequar e contar com profissionais como contadores, auxiliares administrativos e profissionais da área de meio ambiente. Tudo isso para garantir um serviço eficaz para a população e para garantir a organização interna das cooperativas. A Cooplum, a Cooprel do Benedito Bentes, a Cooprel da Serraria e a Coopvila foram as contratadas.

Para o superintendente de Limpeza Urbana, Davi Maia, este processo é um marco para a cidade. “A Prefeitura está garantindo que a coleta seletiva ocorra de forma adequada e profissional, aproximando o trabalho das cooperativas, que é uma orientação da Política Nacional de Resíduos Sólidos. Mas para esse processo ter êxito, precisamos contar com o apoio da população. Façam a separação dos resíduos e pratiquem a coleta seletiva”, comentou.

DEIXE SEU COMENTÁRIO