Trânsito

SMTT orienta shopping sobre segurança na travessia de pedestres

Após retirada da faixa do antigo local, pedestres continuam atravessando para acesso ao shopping pelo estacionamento

A Prefeitura de Maceió, por meio da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), iniciou, na semana passada, o funcionamento da faixa exclusiva para ônibus nas avenidas Comendador Leão e Dona Constança, nos bairros do Poço e Mangabeiras, respectivamente.

Para melhorar as condições de tráfego dos ônibus e dos demais veículos nas duas vias, o órgão de trânsito realizou adequações, como a mudança da faixa de pedestre e o semáforo para travessia que existiam próximos ao ponto de ônibus em frente ao shopping center pela Avenida Dona Constança.

De acordo com a SMTT, foi identificado que além de dificultar a parada dos coletivos para embarque e desembarque naquele ponto, a faixa de pedestre levava as pessoas ao shopping com acesso pelo estacionamento, o que poderia causar algum acidente pelo fato de os clientes estarem transitando entre os veículos.

A equipe técnica da SMTT explica que no início dos estudos para a implantação da nova faixa exclusiva foi identificado o problema que já existia há muito tempo. “Solicitamos da direção do shopping um acesso mais adiante, onde os pedestres entrassem ou saíssem do estabelecimento pelo calçamento de forma segura e não passando entre os veículos no estacionamento”,afirma o coordenador de Planejamento de Trânsito, Ary Santiago.

A Superintendência marcará nova reunião para ter da direção do shopping, localizado no bairro de Mangabeiras, um posicionamento efetivo das adequações solicitadas anteriormente. Enquanto isso, o órgão orienta aos pedestres a usarem a faixa de segurança com o semáforo de travessia já instalado em aproximadamente 50 metros depois do ponto de ônibus para acesso ao shopping.

“Enquanto o estabelecimento não fizer as devidas adequações, as pessoas devem fazer a travessia pela faixa de segurança caminhando para a entrada do shopping ainda pelo estacionamento. É muito menos arriscado andar um pouco mais do que tentar atravessar onde não existe mais a faixa de pedestre”,

– orienta o coordenador de Planejamento de Trânsito.

DEIXE SEU COMENTÁRIO