Maceió

Santa Casa de Maceió é citada como referência nacional em eventos fora de Alagoas

O presidente da Confederação das Misericórdias Edson Rogatti citou a Santa Casa de Maceió como única do País isenta da crise financeira que afeta o setor.

Em recente almoço do projeto Bate-papo com o Provedor, o oncologista Marcos Davi relatou uma série de eventos, dentro e fora do País, onde a Santa Casa de Maceió foi citada como referência nacional em gestão, atraindo a atenção, inclusive, de magistrados como o ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal.

“A gestão da instituição e as pesquisas sobre a saúde no Brasil, realizadas pelo provedor Humberto Gomes de Melo, levaram o nome da Santa Casa de Maceió a ser citada como referência nacional em três eventos recentes fora do Estado”, disse Marcos Davi.

Em um deles, realizado nos Estados Unidos, o ministro Dias Toffoli pediu acesso aos dados coletados e organizados pelo provedor Humberto Gomes de Melo sobre a dinâmica da saúde brasileira. Estudioso do assunto, Dias Toffoli busca conhecer mais a fundo as questões envolvendo o setor.

Em outro evento, o presidente da Confederação das Misericórdias Edson Rogatti citou a Santa Casa de Maceió como única do País isenta da crise financeira que afeta o setor.

Por fim, na inauguração da primeira fábrica de aceleradores lineares da Variant na América Latina, a Santa Casa de Maceió foi citada pelo próprio Edson Rogatti, junto ao ministro Ricardo Barros (Saúde), como um exemplo de gestão a ser seguido pelas Misericórdias brasileiras.

“São relatos que servem de motivo de orgulho para todos nós alagoanos”, finalizou o oncologista.

Santa Casa de Misericórdia de Maceió

Santa Casa de Misericórdia de Maceió

Fundada em 7 de setembro de 1851, tornou-se exemplo no cenário nacional por seus investimentos na segurança e na excelência da assistência ao paciente.

DEIXE SEU COMENTÁRIO