Maceió

Prejuízo com cabos furtados já passa de R$ 390 mil este ano

Os furtos de cabos que conduzem a energia para a iluminação pública têm sido comuns, especialmente na Avenida Márcio Canuto, no bairro do Barro Duro, e no Pontal da Barra. Foram registradas 17 reposições ...

furto-cabos-energiaOs furtos de cabos que conduzem a energia para a iluminação pública têm sido comuns, especialmente na Avenida Márcio Canuto, no bairro do Barro Duro, e no Pontal da Barra. Foram registradas 17 reposições de cabos por furto ou danificados em toda a capital alagoana nos oito primeiros meses deste ano, totalizando um custo de R$ 391.134,00.

Em agosto,  a ousadia chegou ao limite, quando furtaram 1.008 metros de cabos na Avenida Assis Chateaubriand, no bairro do Pontal, em frente à sede do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), deixando a orla às escuras.  Em outro caso, dois homens foram presos no momento em que furtavam cabos da iluminação pública da orla de Cruz das Almas, no início do mês de setembro, um prejuízo que ainda será calculado.

O gestor da Sima, Frederico Lins, explica o dano que o furto causa à população: “Quando acontece esse tipo de ação, não é só repor os cabos furtados, porque acontecem curtos-circuitos que sobrecarregam o sistema e queimam as lâmpadas e os reatores”, diz o superintendente.

Denúncia pode ser feita por telefone ou aplicativo

Frederico Lins reitera à população maceioense que use os canais disponibilizados pela Sima para denunciar a falta de iluminação na capital alagoana, como o Disque Luz (0800 031 9055), o site da Prefeitura de Maceió (www.maceio.al.gov.br/disqueluz) ou o aplicativo Cidade Iluminada (disponível no Google Play e na Apple Store). “com a ajuda do cidadão, conseguiremos combater esse crime”.

DEIXE SEU COMENTÁRIO