Maceió

Clubes de Astronomia melhoram aprendizagem de estudantes da rede estadual

Na Escola Noel Nutels, no Jacintinho, clube melhorou desempenho em disciplinas como Matemática e Geografia; grupo já recebeu uma carta da ONU

122Admirar as estrelas é um dos hábitos mais antigos da humanidade. Para alguns, um passatempo romântico de casais enamorados e poetas inspirados. Para outros, o olhar para o céu proporcionou algumas das mais impactantes descobertas da história da ciência. Já para estudantes da rede pública estadual, o passatempo de admirar as estrelas e conhecer o universo abre espaço para diversas possibilidades de aprendizagem.
Na Escola Estadual Noel Nutels, localizada no Jacintinho, o clube de astronomia desenvolve um importante papel social e pedagógico para os alunos. Além de se habituarem com compromissos e responsabilidades, o contato com as disciplinas exatas – como Matemática – tem melhorado o desempenho dos estudantes, ajudando a alguns deles a serem aprovados no teste para ingressar no Instituto Federal de Alagoas (Ifal).
De acordo com o professor de Geografia da unidade escolar, que orienta o grupo de 21 alunos no clube, a ideia surgiu após ele conhecer o projeto da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) “Clube de Astronomia na Minha Escola”.
“Já tinha a vontade de passar meus conhecimentos adiante, pois sempre gostei de astronomia. Quando fiquei sabendo do Clube de Astronomia na Minha Escola, com o professor Adriano Aubert [responsável pelo programa], decidi participar. No final de 2017, recebemos uma carta da ONU [Organização das Nações Unidas] por ficarmos em 4º lugar, nas atividades que realizamos, durante a Semana Mundial do Espaço”, conta o orientador do clube José Cláudio da Silva Júnior.
Cláudio Júnior explica ainda que, para ele, a astronomia, por si só, é fascinante. “A astronomia é uma ciência que faz pontes com outras disciplinas, como Física, Matemática e Geografia. Por si só é curioso e fascinante”, conta.

Beneficiados

João Victor da Silva, aluno do 9º ano do Ensino Fundamental, conta que ficou interessado pelo clube assim que chegou à escola.

“Fiquei muito curioso e comecei a conhecer melhor a história da astronomia, de como um telescópio funciona. Hoje eu gosto muito da astrofotografia. Antes, tinhas muita dificuldade em Matemática e Geografia e, hoje, já melhorei bastante nas disciplinas”, conta Silva.
Maria Thailane Teixeira Balbino é uma das poucas meninas que participam do grupo, mas já inspira os colegas de sala. Acontece que ela foi aprovada para o ensino Médio -Técnico do Ifal.

“Estou na escola desde o 6º ano. Tenho certeza de que os ensinamentos passados pelo professor Cláudio ajudaram bastante na hora da prova do Ifal. Eu já era estudiosa, mas o clube de astronomia me permitiu ter contato com novos desafios. Hoje em dia eu amo a astronomia, principalmente a história das estrelas”, afirma Maria.
E a oportunidade de participar do clube não se limita apenas aos muros da Escola Estadual Noel Nutels. Ewerton Douglas Dantas do Nascimento é morador da região e conta que teve envolvimento com o grupo durante as atividades que eles realizam no bairro do Jacintinho.
“Gosto de tudo na astronomia, principalmente observar os astros e achar explicação para os fenômenos espaciais. Acho muito importante participar de um projeto como esse. Se a gente observa e estuda, podemos ficar mais atentos às coisas que acontecem”, informa Nascimento.
O grupo posta o conteúdo das atividades realizadas, além de curiosidades e ensinamentos, nas redes sociais como o Instagram: Caes Oficial AL; Facebook CACS; ou no site https://cacruzeirodosul.wixsite.com/cacs.
Clube de Astronomia
Atualmente, a rede estadual de Alagoas conta com cinco clubes de astronomia. São eles: Sociedade Astronômica Hipátia de Alexandria (Escola Estadual Muniz Falcão – Cacimbinhas); Sociedade Astro Galileu Galilei (Escola Estadual Cônego José Bulhões – Dois Riachos); Ace Astronomy Club Eclipse (Escola Estadual Senador Rui Palmeira – Arapiraca); Clube de Astronomia Cruzeiro do Sul (Escola Estadual Noel Nutels – Maceió); e Alfa Orionis (Escola Estadual Comendador José da Silva Peixoto – Penedo).
De acordo com o responsável pelo projeto Clube de Astronomia na Minha Escola, Adriano Aubert, mais três clubes estão previstos para iniciarem suas atividades em 2018: um em Delmiro Gouveia, um em Santana do Ipanema e mais um em Penedo.
“O projeto visa levar um clube que seja motivador e que os alunos passem a desenvolver habilidades em várias disciplinas, como Física, Matemática, História etc. Os alunos percebem que são os verdadeiros protagonistas, pois sentem-se participantes da construção da atividade. Isto é muito importante”, relata Aubert.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO