Com a Palavra

Dr. Milton Hênio: A arte de evelhecer

É isso aí – viver com alegria deve ser a meta de todo idoso. A marcha inexorável do tempo é evidente. A escritora Danusa Leão disse certa vez: “A gente nasce sem pedir e ...

É isso aí – viver com alegria deve ser a meta de todo idoso. A marcha inexorável do tempo é evidente. A escritora Danusa Leão disse certa vez: “A gente nasce sem pedir e morre sem querer. Aproveitemos o intervalo”. Diz um provérbio chinês: “Honremos a velhice, pois para ela é que todos caminhamos”. Todas as etapas da vida têm os seus encantos e os seus problemas. E a velhice não é uma exceção. Quando atingimos 80 anos como eu, temos que nos cuidar física e emocionalmente para o entardecer da vida. Se viver é um bem, envelhecer é um prêmio. Todo brasileiro precisa se preparar desde já para uma verdadeira nova vida depois dos 60 anos. De nada adianta alguém atingir 80, 90 ou 100 anos se estiver incapacitado física e mentalmente. A longevidade é bem valorizada quando uma boa saúde lhe acompanha. O fato é que devemos caminhar de queixo erguido tendo 60, 70 ou 80 anos. Que importa a idade? Importa quem somos. Para se ter uma velhice tranquila é importante que você se sinta feliz. Alguém já disse que há pessoas que nascem com um rouxinol no coração. Por mais simples que seja a gaiola o pássaro sempre canta. Assim, aproveite cada dia de sua vida, meu caro idoso, procurando caminhar por estradas cheias de estrelas e muita luz.

Meu caro idoso, seu corpo precisa de movimento. Movimento é vida, vida é movimento. Procure fazer sua caminhada 30 minutos pelos menos 3 vezes por semana. Encontre com os velhos amigos e dê boas gargalhadas. Isso desenvolve os seus neurônios. O fato é que o brasileiro está vivendo mais. A expectativa de vida atualmente é de 74 anos. Assim, é preciso superar os obstáculos e caminhar com alegria no coração. O Papa Francisco tem quase 80 anos e comanda com entusiasmo a Igreja Católica no mundo. Dessa forma, todos os oitentões que vivem aqui em nossa terra e espalhados pelo território brasileiro nos mostram que o envelhecimento não é razão para o desespero, mas uma fase para a esperança; não é uma lenta decadência, mas um amadurecimento gradual; não é um destino no qual se é submetido, mas uma oportunidade de ser alcançada. Idade é tempo para se fazer muitas coisas que ainda não foram feitas. Lembrem-se: tempo é ouro. E muita gente idosa não dá o devido valor ao tempo que vai passando. A vida é bela e merece ser vivida. Devemos ter orgulho de nossa idade quando envelhecemos, pois vimos que cumprimos o nosso roteiro usando muito bem de nossa mente e de nosso corpo.

Como diz a música do cantor Gonzaguinha: “Viver! É não ter a vergonha de ser feliz/ cantar, cantar e cantar a beleza de um eterno aprendiz. / A vida é bonita, é bonita e é bonita”.

DEIXE SEU COMENTÁRIO