Home » Seu bolso » Intenção de Consumo do maceioense registra pior desempenho dos últimos 12 meses

Intenção de Consumo do maceioense registra pior desempenho dos últimos 12 meses

comerci

Analisado por faixa de renda, as famílias com renda superior a 10 salários mínimos – onde se encontram as classes A e B da capital – começaram a reduzir suas intenções de consumo, sinalizando que os aumentos dos preços começam a serem sentidos por essa população, havendo uma redução de 9,18% quando comparado a fevereiro. Já para a faixa de renda abaixo de 10 salários mínimos, a queda já aparece desde o mês passado; sinal de que para famílias das classes C, D e E os efeitos da crise são muito maiores em sua renda e emprego do que nas classes superiores.

De acordo com o assessor econômico da Fecomércio AL, Felippe Rocha, a inflação é um dos responsáveis pela redução da intenção de consumo desse primeiro trimestre de 2016.

Em relação ao consumo do presente durante o mês de março, as famílias de Maceió indicaram que consumiram 3,6% menos do que em fevereiro e 9,9% em relação ao início do ano, ou seja, a parcela que indica estar comprando menos aumentou em 5% quando analisamos de janeiro a março. Já sobre o consumo de bens duráveis, há um indicativo de aumento de 9,2% de que esse não é um bom momento para compras.

Relatório completo disponível no site da Fecomércio.

DEIXE SEU COMENTÁRIO