Home » Maceió » Exposição alerta visitantes para os riscos causados pelo tabaco

Exposição alerta visitantes para os riscos causados pelo tabaco

exposicao-tabacoEm alusão ao Dia Nacional de Combate ao Fumo – instituído no dia 29 de agosto de 1986 – a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) lançou, nessa terça-feira (29) a exposição A Trajetória do Controle do Tabaco no Brasil. A ação, que está ocorrendo no Maceió Shopping, em frente ao Cine Kinoplex, e se estende até a quinta-feira (31), visa mostrar os embates travados entre as organizações brasileiras ligadas à saúde pública e a indústria do fumo, a partir do século XX.

Realizada em parceria com o Instituto Nacional de Câncer (Inca) e a Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz), a exposição está dividida em 23 banners, que apresentam o esforço dos sanitaristas brasileiros frente ao estímulo do consumo de cigarros e seus derivados.

Os painéis, que podem ser visitados das 10h às 22h, trazem cartazes de cinema e campanhas publicitárias que tinham o objetivo de seduzir as pessoas a consumirem cigarros, além dos esforços dos órgãos governamentais para mostrarem os malefícios do cigarro, para que o Brasil avançasse no controle do tabaco e protegesse gerações futuras sobre seus riscos.

A exposição também destaca as campanhas criadas por órgãos governamentais, mostrando os malefícios do uso do cigarro. Nesse sentido, a organização da exposição considera “fundamental informar os jovens sobre os danos que o tabagismo causa à população de fumantes e não fumantes, além de ressaltar que existem também tratamentos pela rede pública de saúde”, destacou Vetrúcia Teixeira, coordenadora do Programa de Combate ao Tabagismo da Sesau.

Ao visitar a exposição, Josefa Severina Benedito, de 30 anos, aprovou a ideia. Ela achou importante apresentar, sucintamente, informações objetivas sobre os aspectos gerais do tabaco e suas consequências para a saúde.

“Essa exposição foi uma experiência que me trouxe muito crescimento e aprendizado. Em qualquer caso, não aconselho ninguém a fumar cigarros ou usar qualquer outro produto de tabaco, porque, além de adoecer e matar seus dependentes, o mesmo dopa silenciosamente”, evidenciou.

Dados – Segundo o último levantamento realizado pelo Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (Datasus), Alagoas registrou 3.847 óbitos na faixa de etária de 30 a 69 anos em 2013. Em 2012, foram 3.671 e, no ano anterior, foram 3.703.

A nicotina, um dos principais componentes do tabaco, é um estimulante potente, de acordo com Vetrúcia Teixeira. Conforme a responsável técnica pelo Programa de Combate ao Tabagismo da Sesau, alguns segundos após a inalação do fumo, a substância alcança o cérebro e estimula a produção de adrenalina, produzindo um aumento do ritmo cardíaco e da pressão arterial.

DEIXE SEU COMENTÁRIO